Como se tornar um líder nato em três passos simples

Não é fácil liderar pessoas, mas é possível ser um líder respeitado e admirado pelos seus colaboradores. No entanto, alguns gestores e empreendedores não entendem muito bem qual é a chave para tocar a mente das pessoas e inspirá-las a dar o seu melhor. Neste artigo, vou revelar o segredo dos líderes que inspiram e unem suas equipes em prol das metas. Você vai descobrir, assim como eu também descobri, que é fácil ser aquele líder inspirador que consegue os melhores resultados e obtém o máximo de rendimento de suas equipes.


Amazon.com.br><br />
</a></p>
<p><span id=

Para começar, deixa eu te contar primeiro um pouco de minha história, aí você vai entender que também tive de aprender a ser um líder. Entenderá o que fiz para descobrir o segredo da liderança, bem como a forma correta de aplicar as técnicas de gestão de pessoas para obter os melhores resultados.
Além de Coach e palestrante, sou professor numa unidade de ensino do Governo Federal e dou aulas no PRONATEC (hoje, por uma questão de gosto, mas quando comecei era por necessidade. Amo lecionar!). Como qualquer pessoa que está à frente de uma equipe, sei muito bem como é difícil fazer com que as pessoas entendam e absorvam o seu ponto de vista sobre os assunto. Como professor, enfrento o desafio de fazer com que meus alunos, além de entender a matéria, entendam o motivo de aprender e usar determinados conteúdos. Isso não é tarefa fácil! Hoje a educação passa por um momento muito difícil e isto se dá devido aos longos anos de abandono e sucateamento que esta vem passando, mas não quero falar disso! Até porque, eu consegui descobrir como fazer com que meus alunos prestem atenção no que eu digo. Claro que nada do que vou dizer é mágica! Talvez você até já saiba, em parte, o que fazer, mas talvez não como organizar tudo e transformar num método para te levar ao sucesso.

Como ia dizendo, lidar com os jovens é altamente desafiador! Por natureza, o jovem é: questionador, impetuoso, orgulhoso, desatento e tem fortes conceitos e opiniões formadas sobre sua visão e crenças. Este cenário te parece familiar? E realmente é! Boa parte dos empreendedores, líderes, gestores e gerentes de hoje se deparam com algo muito parecido quando têm que tocar algum projeto pra frente. Alguns colaboradores deixam claro seu desconforto ao serem colocados para participar de certos projetos ou quando são responsabilizados por alguma parte deste. Acredite! De todos, este é o melhor cenário! Digo isto porque em sua maioria, as pessoas não revelam o que estão pensando. Isto é ainda pior do que lidar com uma pessoa de opiniões fortes, mas que você consegue prever que ações tomará. Quando isso acontece, fica fácil identificar os pontos de resistência e trabalhar na derrubada das objeções. No entanto, o que fazer quando a pessoa na sua frente “sacode a cabeça em sinal de aprovação” e logo depois começa a sabotar o projeto? Ou, simplesmente, não faz o que lhe é pedido por não acreditar que seja importante? A resposta está na arte de detectar pequenos sinais de desconforto que podem indicar problemas futuros. Seria tudo ótimo e o mundo seria perfeito se só trabalhássemos com pessoas, no mínimo, parecidas conosco, não é mesmo? Ninguém te questionando, ninguém fazendo corpo mole, todos comprometidos e com o mesmo espírito! É uma pena! mas isso não existe! Sinceramente… Graças a Deus não existe! Se só trabalhássemos com pessoas assim não aprenderíamos a lidar com a diversidade, não cresceríamos como pessoas e nem como profissionais. Vamos então entender o que eu fiz – e que você fará também – que te tornará um líder persuasivo, respeitado e admirado pelos seus colaboradores.

Escute com atenção


Amazon.com.br><br />
</a></p>
<p>Se tem uma coisa que as pessoas em geral gostam é de ter a sensação de que estão sendo ouvidas e respeitadas. Sempre que fizer qualquer tipo de proposta para sua equipe, mesmo que você saiba exatamente o que deseja para o projeto e os rumos que pretende tomar, não deixe isso claro para sua equipe. Informe a todos sobre a demanda e pergunte o que eles acham que deve ser feito para alcançar os resultados esperados. Deixe que todos se expressem e, para mostrar que está realmente interessado no que estão dizendo, vez por outra repita trechos do que eles dizem, mas tome o cuidado de não interromper suas linhas de raciocínio. Lembre-se: seu objetivo é mostrar que você é um líder, não um ditador! Depois que o colaborador acabar de falar, faça uma breve síntese dos pontos principais e pergunte se era aquilo mesmo que ele queria dizer. Neste ponto, cabe mais um alerta: após ter escutado, feito anotações e ter sintetizado a fala de todos… Não cometa o pecado de ignorar o que eles disseram e impor sua decisão. Se você fizer isso, jogará no lixo toda a motivação e felicidade que conseguiu cultivar na reunião. Na verdade, terá sido umas dez vezes pior do que não ter perguntado nada. O bom líder escuta compassivamente e mostra que se interessa. A mensagem que ele envia com esta atitude faz com que o colaborador, inconscientemente, esteja mais disposto a escutá-lo e seguir sua liderança. Você pode até pensar que é uma perda de tempo e de dinheiro muito grande escutar toda uma equipe, ainda mais se esta for grande, mas pense: o que é mais barato? Escutar e envolver todos no projeto,evitando reuniões de retrabalho e correções ou tomar as decisões sozinho e ninguém abraçar o projeto? Outro detalhe que talvez te escape: nem todos irão se expressar, ainda mais se não for comum na empresa este tipo de reunião. Ou, ainda que todos se expressem, boa parte não falará por muito tempo.</p>
<h2>Distribua as tarefas por habilidades</h2>
<p>Depois de ter escutado com atenção, você deve reunir as melhores ideias, discutir com a equipe e distribuir as tarefas… Fácil, não é mesmo?</p>
<p>Absolutamente não! Primeiro porque você mesmo já deve ter traçado um planejamento do que e como gostaria que as coisas sejam feitas. Isto é bastante natural, mas uma boa prática é focar no resultado e no gasto de tempo e recursos para alcançá-lo. Ou seja, mesmo que sua equipe proponha ideias que são exatamente o inverso do que que você havia pensado, como líder persuasivo você deve analisar as propostas sob o seguinte prisma:<br />
A meta será alcançada se eu decidir ir por este caminho?</p>
<p>O tempo gasto, será igual ou menor do que eu havia projetado como prazo, mesmo que haja algum tipo de problema?</p>
<p><a href=
Amazon.com.br><br />
</a></p>
<p>Gastaremos mais recursos do que havia projetado ou pouparemos algo?<br />
Se detectar algum problema em algum dos pontos, cabe a você usar sua habilidade para convencer a equipe e mostrar o problema. Com paciência você poderá guiar a equipe para que adotem sua ideia inicial, caso não haja nenhuma melhor.</p>
<p>Após isto, comece a distribuir as tarefas. Um poco de PNL (Programação Neurolinguística) aplicada neste ponto pode te ajudar muito! Para que tudo corra bem, você precisará distribuir as tarefas de acordo com a habilidade de cada um na sua equipe. Monte os times de trabalho com pessoas que tenham pontos em comum. Veja, as pessoas não são iguais, por isso não procure pessoas iguais, ao invés disso, pense em pessoas que pensam parecido e como este pensamento pode ser convertido em esforço para a execução do projeto.</p>
<h2>Esteja atento e pronto para entrar em ação</h2>
<p>Uma das maiores dificuldades para um empreendedor que está vendo sua empresa crescer é entender que aquela fase inicial, onde o próprio dono era o corpo do negócio, ou seja, onde o negócio era a personificação de si mesmo, é entender que com mais pessoas chegando as tarefas precisam ser divididas.</p>
<p>Há alguns anos passei por uma situação onde o empreendedor não entendeu essa verdade simples.</p>
<p>Fui convidado pelo pai de um amigo para gerenciar a sua pequena loja de produtos eletrônicos. Comecei a perceber que certas rotinas eram bem arcaicas e comecei a tentar fazer mudanças: informatizei a documentação com o software que a empresa já possuía, mas que não era utilizado. Idealizei algumas promoções para fazer o estoque encalhado girar, idealizei propagandas na redondeza para contornar o problema da péssima localização da loja, arrumei todas as prateleiras de forma a colocar em destaque os produtos mais caros (na altura dos olhos dos clientes), etc. Quando tudo estava pronto para entrar em operação, apresentei a minha ideia de gestão e crescimento para a empresa e… Dei de cara no muro! O dono da empresa, pai de meu amigo, não só rejeitou cada uma das propostas como também se irritou por te-las feito. Claro que aquilo foi um balde de água fria, mas tirei dali uma grande lição: valorize e oriente as pessoas que querem fazer a diferença! Como percebi que estaria ali, mais como segurança do que como gerente, resolvi pedir demissão. O curioso é que o filho mais novo deste empreendedor já tinha sua própria loja, do mesmo segmento, só que do outro lado do bairro. Isto fazia com que eles não concorressem entre si, mas a diferença de faturamento entre ambas era na ordem de 3 a 4 vezes maior na loja do filho. Na verdade, muitos clientes só compravam na loja do pai por associá-lo com a imagem do filho. Preciso dizer que o filho delegava as tarefas e atuava como facilitador? Acho que a esta altura isto já está subentendido.</p>
<p>Isto mostra a importância de respeitar o espaço de sua equipe. Se as pessoas estão trabalhando em harmonia, se estão executando as tarefas dentro dos prazos requeridos, se estão motivadas – e manter esta motivação é seu papel -, então não há motivos para se fazer uma reunião após outra para se discutir o que já foi discutido, não há necessidade de sua presença física na equipe e, muito menos, haverá a necessidade de você dar palpites a cada etapa que estiver em fase de cumprimento. Seu papel como líder é inspirar, não fazer a sua equipe suspirar!</p>
<p>Ser chefe, qualquer pessoa a quem se dar poder pode ser, mas se tornar um líder amado e respeitado é uma arte! É claro que estes três pontos não resumem tudo o que um líder precisa para ser reconhecido e respeitado, mas certamente é um bom começo! Aplicando estes pequenos passos e monitorando os resultados, você certamente vai notar uma diferença brutal no comportamento de seus colaboradores e nos resultados.</p>
<p><a href=
Amazon.com.br><br />
</a></p>
<div class=

Comentários